INVESTIMENTOS

Governador investe R$ 12,6 milhões em subestação da Celesc em Chapecó

23/07/2021 16:00:00

Governador investe R$ 12,6 milhões em subestação da Celesc em Chapecó

O governador Carlos Moisés inaugurou nesta sexta-feira (23), a nova subestação da Celesc em Chapecó. 

A subestação deve garantir o fornecimento de energia elétrica mais estável pelos próximos 20 anos.

A estrutura conta com Linha de Distribuição de 138 kV e capacidade instalada de 40 MVA. 

Foram investidos R$ 12,6 milhões no empreendimento, sendo R$ 7,8 milhões na subestação e R$ 4,8 milhões na linha de distribuição.

O equipamento já entrou em fase de teste e vai aliviar a demanda das SEs Chapecó e Chapecó II, aumentando a confiabilidade de atendimento e ampliando a capacidade do sistema elétrico que atende cerca de 113,2 mil unidades consumidoras (UCs), nos municípios de Chapecó, Guatambú, Cordilheira Alta, Nova Itaberaba, Coronel Freitas e Águas de Chapecó.

Foram investidos R$ 228,4 milhões no sistema elétrico no Oeste catarinense entre 2019 e junho de 2021, entre redes de distribuição, subestações, linhas de distribuição, medição, entre outros.

CONFIRA ABAIXO ALGUNS DESSES EMPREENDIMENTOS: 

  • Ampliações na SE São José do Cedro e melhorias da SE Chapecó II: a SE São José do Cedro está sendo ampliada em 6MVA, com previsão de conclusão para agosto de 2021. Entre as principais benfeitorias realizadas na SE Chapecó II destaca-se a instalação dos equipamentos para conexão da nova linha de distribuição que irá atender a SE Chapecó Santo Antônio.
  • Subestação e Linha de Distribuição em Abelardo Luz: Investimento aproximado de R$ 50 milhões para construção de uma subestação com capacidade instalada inicial de 26,67 MVA e construção de linha de distribuição com, aproximadamente, 31 quilômetros de extensão e 138 kV de tensão. O início das obras está previsto para 2021, a previsão de conclusão da obra é no início de 2023.
  • Estão previstas obras de ampliação e compra de novos equipamentos para a rede de média tensão: nos municípios de Concórdia, Chapecó e São Miguel do Oeste, melhorias como a instalação de novos alimentadores e de religadores automáticos (equipamentos que permitem o restabelecimento do sistema de modo remoto, otimizando o trabalho e reduzindo o tempo de interrupção no fornecimento de energia elétrica), com aplicação de cerca de R$ 80 milhões em recursos.
  • Corredor elétrico: que será implantado pela Celesc, com a instalação de eletropostos que farão a ligação do estado em rotas com 100 km, em média. Entre Florianópolis e Chapecó, estão previstas 23 estações de recarga de veículos elétricos ou híbridos.
  • Programa Celesc Rural: O programa beneficia as propriedades rurais da região, com obras como a substituição de rede monofásica pela trifásica e de cabos nus por protegidos. O investimento para a região Oeste do estado de Santa Catarina é de R$ 34,5 milhões, com obras que correspondem a aproximadamente 395 quilômetros de rede, dos quais 274 quilômetros já foram finalizados. Lançado em 2019 pela Celesc e pelo Governo do Estado, o Celesc Rural tem um investimento de aproximadamente R$ 190 milhões, que representa mais de 3 mil quilômetros de rede.
  • Projetos próprios em Eficiência Energética: Quase R$ 5,5 milhões investidos em projetos executados na região Oeste, na área de Eficiência Energética, em 2019 e 2020, como Iluminação Pública Eficiente nos municípios de Modelo e Itapiranga; construção de laboratório de eficiência energética no CEDUP de Chapecó; promoção da quarta edição do programa Bônus Eficiente, que beneficiou moradores de Chapecó, Concórdia, São Miguel do Oeste, Xanxerê e região; substituição de lâmpadas comuns por de LED e instalação de gerador fotovoltaico na Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó).
  • Chamadas Públicas: em 2020 foram destinados mais de R$ 633,5 mil em projetos Sociais, Esportivos e Culturais, desenvolvidos no Núcleo Oeste da Celesc por meio de Chamadas Públicas.

O governador Carlos Moisés assinalou:

“A obra dará condições para a continuidade do crescimento econômico da região: “Não há produção em Santa Catarina sem energia elétrica ou água”. 

"Estamos adquirindo terrenos em várias regiões e construindo uma série de novas subestações. Essas são ações pensando no futuro, não no agora, pois garantirão as condições para que o Estado continue a se desenvolver”.

O presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, destacou a importância da obra, que vai aumentar a qualidade de energia na região Oeste:

“A população vai receber mais energia e com mais qualidade, e, com isso, gerar mais renda e emprego. Estamos trabalhando pelo desenvolvimento de Santa Catarina”.