TECNOLOGIA

GeekHunter possui mais de 800 vagas de emprego para empresas de tecnologia

01/12/2021 16:00:00

GeekHunter possui mais de 800 vagas de emprego para empresas de tecnologia

A GeekHunter, plataforma de recrutamento especializada na contratação de profissionais de tecnologia, com sede em Joinville, está com mais de 800 oportunidades de emprego para pessoas desenvolvedoras de software e cientistas de dados. 

As vagas são para empresas como Ame Digital, Accenture, Grupo FCamara, IBM, Locaweb, Stefanini, Zup Innovation, entre outras.

Também há vagas para companhias do exterior, com salários que começam em R$ 1,5 mil e podem chegar a R$ 26 mil, dependendo do cargo e experiência do candidato.

Além disso, mais de 90% das oportunidades aceitam o trabalho remoto. 

Segundo levantamento feito pela plataforma, mais de 78% dos profissionais que atuam na área de TI preferem manter a modalidade mesmo após o fim da pandemia.

Na plataforma, a maioria das oportunidades são para pessoas desenvolvedoras full stack, back-end e front-end. 

Já as tecnologias e linguagens mais demandadas são Java, React, Node.js, JavaScript, Python, C#, .NET e PHP.

Há também diversas vagas para programadores mobile, cientistas e engenheiros de dados, analistas de Data Analytics e de Business Intelligence (BI). 

Os salários variam entre R$ 1,5 mil e R$ 26 mil e há modalidades de contratação PJ e CLT. 

Atualmente, são mais de 800 vagas abertas de mais de 300 empresas ativas na plataforma.

COMO ENCONTRAR ESSAS OPORTUNIDADES 

Para ter acesso às vagas, o profissional precisa se cadastrar na plataforma da GeekHunter de forma gratuita neste link

Após ter o perfil aprovado, o candidato pode demonstrar interesse pelas oportunidades. 

No entanto, o processo de seleção também ocorre de forma invertida, ou seja, o candidato se cadastra uma única vez e o seu perfil fica disponível para a avaliação das empresas, que podem entrar em contato para entrevistas. 

Atualmente, a GeekHunter possui mais de 10 mil empresas cadastradas que buscam novos profissionais de TI no mercado.

Tomás Ferrari, CEO e fundador da GeekHunter, analisa:

"A contratação deixou de ser local e passou a ser global e o modelo remoto amplia as chances de encontrar bons profissionais independentemente do local de atuação. Por isso, vimos um intenso movimento das empresas na abertura de vagas nesta modalidade".






E-book da IPM Sistemas tira dúvidas de gestores públicos sobre Siafic

Novo sistema de controle de gastos públicos precisa ser implementado até o fim do ano