SOLUÇÕES

CTG Brasil e REIVAX desenvolvem sistema pneumático sustentável

07/12/2021 17:00:00

CTG Brasil e REIVAX desenvolvem sistema pneumático sustentável

A CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia limpa no país, e a REIVAX, multinacional brasileira líder no fornecimento de equipamentos para o controle da geração de energia, sediada em Florianópolis, estão desenvolvendo uma solução pioneira e inovadora para o mercado. 

Trata-se de um sistema para regulação de velocidade com acionamento pneumático que pode ser utilizado em turbinas de pequeno porte. 

A iniciativa foi desenvolvida dentro do programa Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da ANEEL.

O investimento é de R$ 3 milhões da CTG Brasil. 

A solução contempla um conjunto de válvulas e atuadores lineares pneumáticos para o controle de velocidade da unidade geradora.

Além disso, o sistema também aciona a válvula borboleta de entrada de água por meio de um macaco hidropneumático, que controla as velocidades de abertura e fechamento, e evita o efeito do golpe de aríete, ou seja, danos causados por variação brusca de pressão. 

O desenvolvimento atende às exigências de normas internacionais, que regulamentam o funcionamento de sistemas de automação e controle aplicados a geração hidrelétrica, nos quais é essencial a operação precisa e segura para manter a qualidade na geração de energia elétrica e integridade do equipamento. 

Além dessas exigências de desempenho, estão sendo considerados a robustez e o custo-benefício dos equipamentos.

PROJETO PILOTO JÁ ESTÁ SENDO TESTADO 

A solução foi testada em um grupo auxiliar da Usina Salto Grande, uma das hidrelétricas sob concessão da CTG Brasil, localizada no rio Paranapanema entre os municípios de Salto Grande (SP) e Cambará (PR). 

O sistema está passando por um período de monitoramento e avaliação de desempenho, e poderá ser comercializado a partir de 2022.

Renato Castilho, gerente de Engenharia de Eletromecânica da CTG Brasil, comenta: 

“O desempenho do sistema nos testes está dentro da expectativa. Os resultados preliminares mostraram que o protótipo foi capaz de suportar as condições operacionais normalmente previstas em unidades geradoras de pequeno porte, como as da Usina Salto Grande”.

 Para a REIVAX, a solução é uma oportunidade de inserção no mercado de micro e pequenas centrais hidrelétricas, como comenta Fernando Amorim da Silveira, CEO da REIVAX: 

“A nossa expectativa é de consolidar o uso da tecnologia de baixo custo no controle pneumático em turbinas hidrelétricas de pequeno porte, preenchendo uma lacuna existente no mercado brasileiro". 

"Esse é um nicho que está crescendo bastante, e que representa uma oportunidade de aumentar nossa competitividade”.

Leonardo Weiss, coordenador do projeto pela REIVAX, explica:

“É um sistema simples, acessível e sustentável, já que utiliza ar comprimido em vez de óleo, diminuindo a produção de resíduos químicos e gerando uma operação limpa". 

"Outras vantagens são os custos de aquisição, que são cerca de 45% menores do que os equipamentos hidráulicos convencionais, instalação mais simples e diminuição da necessidade de manutenções”.

Cesar Teodoro, diretor de Engenharia da CTG Brasil, ressalta:

“Trazer para o setor elétrico uma solução de um sistema de regulação de velocidade acionado totalmente com ar comprimido (pneumático) vai ao encontro das prioridades da CTG Brasil". 

"Nos preocupamos com a eficiência operacional das nossas usinas e com a preservação do meio ambiente. E temos como premissa buscar soluções inovadoras para os desafios da empresa, do setor elétrico e da sociedade. A conclusão desse projeto reforça o nosso trabalho para colocar essas prioridades em prática, no dia a dia”.






E-book da IPM Sistemas tira dúvidas de gestores públicos sobre Siafic

Novo sistema de controle de gastos públicos precisa ser implementado até o fim do ano